Margem De Contribuição – O Indicador Financeiro Que Todo Empresário Precisa Conhecer

margem-de-contribuicao-6

A avaliação de empresas, também conhecida como Valuation é um processo complexo que envolve uma série de indicadores financeiros. 

Entre eles, a margem de contribuição se destaca como uma ferramenta essencial para entender a saúde financeira de uma empresa e seu potencial de lucratividade.

A margem de contribuição é uma métrica que mostra quanto da receita de uma empresa está disponível para cobrir custos fixos e gerar lucro. Ela é calculada subtraindo os custos variáveis da receita total. 

Esta métrica é fundamental para a gestão financeira, pois ajuda a empresa a entender quais produtos ou serviços estão contribuindo mais para a cobertura dos custos e geração de lucro.

Além disso, a margem de contribuição é um indicador crucial na avaliação de empresas e investimentos em private equity. 

Ela fornece uma visão clara do desempenho financeiro da empresa e pode ser um indicador-chave do valor da empresa

Portanto, entender e aplicar a margem de contribuição é essencial para qualquer consultor de valuation ou gestor financeiro.

 

O que é Margem de Contribuição? 

A Margem de Contribuição é um conceito fundamental na gestão financeira e na análise de custos de um negócio

Ela representa a diferença entre o preço de venda de um produto ou serviço e os custos variáveis associados a ele. 

Em outras palavras, é o valor que cada produto ou serviço contribui para a empresa, após deduzir os custos diretos e variáveis envolvidos na sua produção e venda.

É essencial para compreender a rentabilidade de um negócio, pois permite avaliar a lucratividade de diferentes produtos e serviços.

Além disso, é uma métrica crucial para o planejamento financeiro e tomada de decisões em uma empresa, já que fornece informações valiosas sobre a estrutura de custos e a capacidade de gerar lucro.

O cálculo da Margem é feito subtraindo-se os custos variáveis do preço de venda.

Os custos variáveis são aqueles que variam proporcionalmente à quantidade produzida, como matéria-prima, insumos e mão de obra direta. 

Já os custos fixos, como aluguel, salários administrativos e depreciação, não entram no cálculo da Margem de Contribuição, pois não variam diretamente com a produção.

Ela pode ser expressa em termos absolutos, indicando o valor em moeda, ou em termos percentuais, representando a proporção da Margem  em relação ao preço de venda. 

A fórmula da Margem de Contribuição em termos percentuais é:

(Margem de Contribuição / Preço de Venda) x 100.

Além de ser importante para a análise de rentabilidade, também é uma ferramenta útil para determinar o Ponto de Equilíbrio de um negócio.

Ou seja, o ponto em que as receitas totais se igualam aos custos totais, e a empresa não tem lucro nem prejuízo. 

Para encontrar o Ponto de Equilíbrio em unidades, divide-se os custos fixos totais pelo ganho por produto por unidade.

A análise da Margem pode ajudar na tomada de decisões estratégicas, como a diversificação de produtos, definição de preços e otimização da eficiência operacional. 

Ao compreender o rendimento por unidade de cada produto ou serviço, os gestores podem identificar oportunidades de melhoria, ajustar estratégias de preços e garantir a rentabilidade do negócio.

Em resumo, a Margem de Contribuição é uma métrica essencial para a gestão financeira e a tomada de decisões em um negócio. 

Compreender e aplicar adequadamente esse conceito pode contribuir para melhorar a rentabilidade, a eficiência operacional e a competitividade da empresa.

 

margem-de-contribuicao

Qual a sua importância para as empresas?

A margem de contribuição é de extrema importância para as empresas por diversas razões:

  1. Tomada de decisão: Ajuda os gestores a analisarem seus números, antes de tomar decisões sobre a produção e a precificação de produtos. Se um produto tem uma margem baixa, a empresa pode decidir aumentar o preço do produto, reduzir os custos de produção ou até mesmo descontinuar o produto.
  2. Planejamento financeiro: É uma ferramenta essencial para o planejamento financeiro. Ela ajuda a empresa a entender quais produtos ou serviços estão contribuindo mais para a cobertura dos custos fixos e a geração de lucro.
  3. Avaliação de desempenho: Fornece uma visão clara do desempenho financeiro da empresa. Uma margem alta indica que a empresa tem uma boa capacidade de gerar lucro após cobrir seus custos variáveis.
  4. Avaliação de empresas: Na avaliação de empresas, a margem de contribuição desempenha um papel crucial. Ela pode ser um indicador-chave do valor da empresa aos olhos dos investidores e da consultoria de valuation.

Portanto, é uma métrica financeira fundamental que pode influenciar a estratégia de negócios, o planejamento financeiro e a avaliação de empresas.

 

Margem de Contribuição: O Indicador Financeiro que Todo Gestor Precisa Conhecer

Você já ouviu falar sobre a margem de contribuição? 

Se você é um gestor de empresas, empreendedor, business broker ou investidor, essa é uma métrica que você precisa conhecer. 

Mas por que ela é tão importante? 

Ela é uma métrica que nos mostra quanto da receita de uma empresa está disponível para cobrir custos fixos e gerar lucro. 

É como um termômetro que nos indica a saúde financeira de uma empresa e seu potencial de lucratividade.

 

Como calcular?

Para calcular,  subtraímos os custos variáveis do preço de venda:

Margem de Contribuição = Preço de Venda – Custos Variáveis

Fórmula

A fórmula da Margem também pode ser expressa em termos percentuais:

Margem de Contribuição (%) = (Margem de Contribuição / Preço de Venda) x 100

 

Como Influencia na Avaliação de Empresas

Quando falamos em avaliação de empresas, a margem de contribuição ganha um papel de destaque. 

Ela é como uma lente que nos permite ver com clareza o desempenho financeiro de uma empresa. 

Uma margem alta pode ser um sinal de que a empresa tem uma boa capacidade de gerar lucro após cobrir seus custos variáveis. 

Isso pode aumentar o valor da empresa aos olhos dos investidores e consultores de valuation.

 

margem-de-contribuicao-1

A Margem como Ferramenta de Planejamento Financeiro

O planejamento financeiro é como um mapa que guia a empresa em sua jornada. E a margem de contribuição pode ser uma bússola nesse mapa. 

Ao entender o conceito, gestores de modo geral,  podem entender melhor sobre seu negócio e tomar as melhores decisões sobre a precificação de produtos, a alocação de recursos e a estratégia de crescimento. 

Infelizmente, vemos que uma boa parte dos empresários, não se importam muito com esse conhecimento.

Por exemplo, se um produto tem uma contribuição por unidade baixa, a empresa pode decidir aumentar o preço do produto ou reduzir os custos de produção.

E a fim de saber qual é a melhor estratégia, somente conhecendo melhor seus números é que terá condições de decidir.

 

Qual a diferença entre Margem de Contribuição Unitária e a Total?

Margem de Contribuição Unitária

A contribuição unitária é o valor que cada unidade de um produto ou serviço contribui para cobrir os custos fixos e gerar lucro. 

Ela é calculada subtraindo o custo variável unitário do preço de venda unitário.

Por exemplo, se o preço de venda de um produto é R$100 e o custo variável unitário é R$60, a margem unitária será de R$40. 

Isso significa que cada unidade vendida do produto contribui com R$40 para cobrir os custos fixos e gerar lucro.

 

Margem de Contribuição Total

A contribuição total é o valor total que todos os produtos ou serviços vendidos contribuem para cobrir os custos fixos e gerar lucro. 

Ela é calculada multiplicando a contribuição unitária pela quantidade vendida.

Continuando o exemplo anterior, se a empresa vendeu 100 unidades do produto, a margem total será de R$4.000 (R$40 x 100). 

Isso significa que a venda dessas 100 unidades contribuiu com R$4.000 para cobrir os custos fixos e gerar lucro.

Portanto, a principal diferença entre as margens unitária e total é que a primeira se refere ao valor que cada unidade contribui para cobrir os custos fixos e gerar lucro.

Enquanto a segunda se refere ao valor total que todas as unidades vendidas contribuem para esse fim.

 

Calculando o preço de venda

Para calcular o preço de venda de um produto, é preciso levar em consideração vários fatores, incluindo o custo de produção, a margem de contribuição desejada e os impostos.

Vamos usar um exemplo para ilustrar isso.

Suponha que você tenha um produto cujo custo de produção (ou custo variável unitário) seja de R$60.

Você deseja que a contribuição deste produto seja de R$40, como no exemplo anterior. 

Além disso, vamos supor que exista um imposto sobre vendas de 20%.

Primeiro, você adiciona o custo de produção e a margem para encontrar o preço de venda antes dos impostos:

R$60 (custo de produção) + R$40 (margem de contribuição) = R$100

Em seguida, você precisa adicionar os impostos ao preço de venda. 

Para fazer isso, você multiplica o preço de venda antes dos impostos pela taxa de imposto e adiciona o resultado ao preço de venda antes dos impostos:

R$100 (preço de venda antes dos impostos) + R$20 (20% de R$100) = R$120

Portanto, o preço de venda do produto, incluindo impostos, seria de R$120. 

Isso garante que, após cobrir o custo de produção e os impostos, você ainda tenha uma contribuição de R$40 por produto vendido.

 

Uma análise do Impacto da Margem de Contribuição

DRE – Empresa X – Ano 2023 Valor (R$)
Receita Operacional Bruta 200.000,00
Deducões (Impostos, Devoluções..) -40.000,00
Receita Operacional Líquida 160.000,00
Custos e Despesas Variáveis -120.000,00
Lucro Bruto (Margem de Contribuição) 40.000,00
Custos e Despesas Fixas -70.000,00
Lucro Operacional -30.000,00
  1. Analisando este DRE fictício, podemos perceber que a margem da Empresa X é de 25% (40.000,00 de 160.000,00), o que é superior ao exemplo anterior, mas ainda assim insuficiente para cobrir os custos e despesas fixas da empresa.
  2. A Empresa X, apesar de ter um faturamento de R$200.000,00, apresenta um prejuízo operacional de R$30.000,00. Isso indica que a empresa está vendendo seus produtos ou serviços, mas não está conseguindo gerar lucro suficiente para cobrir seus custos fixos.
  3. Este exemplo reforça a ideia de que o faturamento e o número de vendas não são indicadores suficientes para avaliar a saúde financeira de uma empresa. É necessário analisar a contribuição e outros indicadores financeiros para entender a real situação financeira da empresa.

Com base nessa análise muito simplificada e fictícia, a Empresa X precisa implementar planos de ação para aumentar sua margem de contribuição, reduzir seus custos fixos ou ambos. 

Isso pode envolver a revisão da estratégia de precificação, a otimização dos processos de produção para reduzir os custos variáveis, ou a redução dos custos fixos através de medidas de economia de custos.

 

margem-de-contribuicao-3

Análise de Custos: A Importância da Contribuição

A análise de custos é como um diagnóstico que nos permite identificar áreas de melhoria na gestão financeira. 

E a margem de contribuição é uma ferramenta importante nesse diagnóstico. 

Ela nos ajuda a entender quais produtos ou serviços estão contribuindo mais para a cobertura dos custos e a geração de lucro. 

Isso pode ajudar a empresa a identificar áreas onde pode reduzir custos ou aumentar a eficiência.

 

Exemplo de redução de custos com analise da margem

Vamos considerar uma empresa fictícia, a “Bolos da Vovó”, que produz e vende bolos caseiros. 

A empresa está enfrentando dificuldades financeiras e decide analisar a contribuição de seus produtos para identificar oportunidades de redução de custos.

A “Bolos da Vovó” vende dois tipos de bolos: Bolo de Chocolate e Bolo de Baunilha. 

O Bolo de Chocolate é vendido por R$30 e tem um custo variável de R$15, resultando em uma margem de R$15. 

O Bolo de Baunilha é vendido por R$25 e tem um custo variável de R$10, resultando em uma margem de R$15.

A empresa percebe que, apesar de ambos os bolos terem a mesma margem de contribuição, o Bolo de Chocolate tem um custo variável mais alto. Isso significa que a empresa gasta mais para produzir cada Bolo de Chocolate do que cada Bolo de Baunilha.

Com base nessa análise, a “Bolos da Vovó” decide implementar medidas para reduzir o custo variável do Bolo de Chocolate. 

Eles podem fazer isso de várias maneiras, como negociar preços melhores com os fornecedores de ingredientes, otimizar o processo de produção para reduzir o desperdício, ou até mesmo reformular a receita para usar ingredientes menos caros.

Após implementar essas medidas, a empresa consegue reduzir o custo variável do Bolo de Chocolate para R$12. Isso aumenta a margem do Bolo de Chocolate para R$18 e, consequentemente, melhora a rentabilidade da empresa.

Este exemplo mostra como a análise da margem pode ajudar as empresas a identificar oportunidades de redução de custos e a tomar decisões informadas para melhorar sua rentabilidade.

 

margem-de-contribuicao-2

Precificação de Produtos: O Papel Crucial da Margem de Contribuição

A análise por produto é fundamental para entender a lucratividade de cada item no portfólio da empresa e tomar decisões estratégicas sobre o mix de produtos.

Diversificação de produtos

A diversificação de produtos pode melhorar a saúde financeira da empresa, mas é essencial avaliar a Contribuição de cada item para garantir que todos estejam contribuindo positivamente para a rentabilidade do negócio.

A Margem de Contribuição é um elemento importante na definição de estratégias de preços, pois permite avaliar o impacto de diferentes níveis de preço sobre a rentabilidade do produto.

Preços e custos variáveis

A definição de preços deve considerar tanto a Margem quanto os custos variáveis, garantindo que o preço de venda seja suficiente para cobrir os custos e gerar lucro

 

Indicadores Financeiros: O Impacto no Valor das Empresas

Os indicadores financeiros são como sinais que nos indicam a direção a seguir. E a margem de contribuição é um desses sinais. 

Ela nos fornece uma visão clara do desempenho financeiro da empresa e pode ser um indicador-chave do valor da empresa. 

Uma margem alta pode ser um sinal de que a empresa tem uma boa capacidade de gerar lucro após cobrir seus custos variáveis. 

Isso pode aumentar o valor da empresa aos olhos dos investidores e consultores de valuation.

Indicadores financeiros que trabalham em conjunto com a margem de contribuição

A margem é um indicador financeiro importante que pode ser usado em conjunto com vários outros indicadores para fornecer uma visão mais completa da saúde financeira de uma empresa. 

Aqui estão alguns desses indicadores:

  • Ponto de Equilíbrio: Este indicador mostra o volume de vendas necessário para cobrir todos os custos fixos e variáveis. É usada no cálculo do ponto de equilíbrio.
  • Margem Bruta: Este indicador mostra a porcentagem de cada real de vendas que a empresa retém após pagar os custos diretos de produção. Pode ser usada para calcular a margem bruta.
  • Margem Operacional: Este indicador mostra a porcentagem de cada real de vendas que a empresa retém após pagar todos os seus custos variáveis e fixos. É usada no cálculo da margem operacional.
  • Retorno sobre o Investimento (ROI): Este indicador mostra o retorno que a empresa está obtendo de seus investimentos. Ela pode afetar o ROI, pois um aumento na margem pode levar a um maior retorno sobre o investimento.
  • Lucratividade: Este indicador mostra a capacidade da empresa de gerar lucro em relação às suas vendas, ativos ou patrimônio líquido. Ela pode afetar a lucratividade, pois um aumento pode levar a uma maior lucratividade.

Esses indicadores, juntamente com a margem de contribuição, podem fornecer uma visão abrangente da saúde financeira de uma empresa.

 

Ponto de Equilíbrio: Entenda a Relação

A Margem de Contribuição é uma métrica-chave para determinar o Ponto de Equilíbrio de um negócio, ou seja, o ponto em que as receitas totais se igualam aos custos totais, e a empresa não tem lucro nem prejuízo.

Como usar para encontrar o Ponto de Equilíbrio

Para encontrar o Ponto de Equilíbrio em unidades, dividimos os custos fixos totais pela Contribuição por unidade:

Ponto de Equilíbrio (unidades) = Custos Fixos / Margem de Contribuição por unidade

O que é o ponto de equilíbrio operacional

O ponto de equilíbrio operacional é um conceito financeiro que indica o nível de produção ou vendas que uma empresa precisa alcançar para cobrir todos os seus custos operacionais, tanto fixos quanto variáveis. 

Em outras palavras, é o ponto em que a empresa não tem lucro nem prejuízo.

O ponto de equilíbrio operacional é calculado dividindo os custos fixos totais pela contribuição unitária (preço de venda unitário menos o custo variável unitário).

Ou pela contribuição em percentual (contribuição unitária dividida pelo preço de venda unitário).

Este indicador é muito útil para os gestores, pois ajuda a entender quantas unidades do produto ou serviço precisam ser vendidas para que a empresa comece a gerar lucro. 

Além disso, o ponto de equilíbrio operacional pode ajudar a empresa a definir metas de vendas, a precificar seus produtos ou serviços e a tomar decisões sobre a produção.

 

margem-de-contribuicao-4

Margem Bruta x Margem Líquida x Margem de Contribuição: Desvendando os Mistérios

A margem bruta, a margem líquida e a margem de contribuição são como três peças de um quebra-cabeça que nos ajudam a entender o desempenho financeiro de uma empresa. 

Cada uma dessas peças nos fornece uma visão diferente do desempenho financeiro da empresa. 

Ao juntar essas peças, podemos ter uma visão mais completa e precisa do desempenho financeiro da empresa.

  • A margem bruta: é a diferença entre a receita total e os custos diretos de produção. 
  • A margem líquida: é a diferença entre a receita total e todos os custos, incluindo custos diretos e indiretos. 
  • A margem de contribuição: é a diferença entre a receita total e os custos variáveis. 

Cada um desses indicadores fornece uma visão diferente do desempenho financeiro da empresa.

 

Como a Margem de Contribuição Afeta o Private Equity e a Avaliação de Empresas

No mundo do private equity, a margem é um indicador financeiro fundamental. 

Ela fornece uma visão clara do desempenho financeiro da empresa e pode ser um indicador-chave do valor da empresa

Uma contribuição alta pode aumentar o valor da empresa aos olhos dos investidores de private equity. 

Além disso, a margem pode ajudar os investidores de private equity analisarem informações detalhadas da empresa, como a alocação de recursos e a estratégia de crescimento.

 

Uma Ferramenta Essencial para Consultores em Valuation

Para consultores em valuation, a margem de contribuição é uma ferramenta a ser estudada e aplicada em suas análises. 

Para consultores em valuation, é uma ferramenta que nos ajuda a fazer uma avaliação mais precisa do valor da empresa. 

Ao entender a margem, eles podem identificar áreas de oportunidade para melhorar o desempenho financeiro da empresa. 

Além disso, a pode ajudar a consultoria em valuation a fazer uma avaliação mais precisa do valor da empresa.

 

margem-de-contribuicao-5

Como o Portal do Valuation pode ajudar a sua empresa 

O “Portal do Valuation” é uma boutique financeira especializada em Valuation e intermediação de compra e venda de empresas

Aqui estão algumas das principais características e serviços que eles oferecem:

Especialização em Valuation: O Portal do Valuation é especializado em Consultoria em Valuation, o que significa que eles têm a expertise necessária para avaliar o valor justo de uma empresa de maneira precisa e eficiente.

Serviços de Fusões e Aquisições (M&A): Eles oferecem serviços de Fusões e Aquisições, que podem ajudar a reduzir custos operacionais e aprimorar a produção. Isso pode ser útil para empresas que estão procurando expandir ou reestruturar.

Oportunidades de Mercado: O Portal do Valuation ajuda as empresas a se manterem atentas ao que o mercado de Fusões e Aquisições (M&A) pode oferecer, o que pode ajudar a focar na estratégia organizacional.

Parceria com Investidores: Eles têm parceria com investidores e proprietários de empresas, o que significa que podem ajudar a conectar empresas com potenciais investidores.

Serviços Completos: O Portal do Valuation cuida de tudo para você, desde a realização do Valuation da sua empresa até a preparação dos processos para a Fusão e Aquisição (M&A). Eles também têm uma equipe comercial especializada em investidores e uma carteira de investidores e compradores.

Blog de Consultoria em Valuation: O Portal do Valuation mantém um blog onde compartilham artigos sobre diversos tópicos relacionados ao Valuation, o que pode ser uma ótima fonte de informações para empresas que estão procurando aprender mais sobre o assunto.

Essas características e serviços tornam o Portal do Valuation uma excelente opção para empresas que estão procurando ajuda com Valuation e outros aspectos relacionados à avaliação de empresas.

 

portal-valuation-contato

Perguntas Frequentes

  1. O que é a margem de contribuição e por que ela é importante?

É uma métrica financeira que mostra quanto da receita de uma empresa está disponível para cobrir custos fixos e gerar lucro. Ela é importante porque ajuda a empresa a entender quais produtos ou serviços estão contribuindo mais para a cobertura dos custos e a geração de lucro.

  1. Como influencia na avaliação de empresas?

Na avaliação de empresas, a margem desempenha um papel crucial. Ela fornece uma visão clara do desempenho financeiro da empresa e pode ser um indicador-chave do valor da empresa. Uma contribuição alta indica que a empresa tem uma boa capacidade de gerar lucro após cobrir seus custos variáveis.

  1. Como pode ajudar no planejamento financeiro?

Ao entender a margem, os gestores podem tomar decisões mais informadas sobre a precificação de produtos, a alocação de recursos e a estratégia de crescimento. Por exemplo, se um produto tem uma contribuição baixa, a empresa pode decidir aumentar o preço do produto ou reduzir os custos de produção.

  1. Qual é a diferença entre margem bruta, margem líquida e margem de contribuição?

A margem bruta é a diferença entre a receita total e os custos diretos de produção. A margem líquida é a diferença entre a receita total e todos os custos, incluindo custos diretos e indiretos. A margem de contribuição é a diferença entre a receita total e os custos variáveis. Cada um desses indicadores fornece uma visão diferente do desempenho financeiro da empresa.

  1. Como afeta o private equity e a avaliação de empresas?

No mundo do private equity, a margem é um indicador financeiro importante. Ela fornece uma visão clara do desempenho financeiro da empresa e pode ser um indicador-chave do valor da empresa. Uma contribuição alta pode aumentar o valor da empresa aos olhos dos investidores de private equity.

Espero que tenha gostado deste artigo falando sobre a margem de contribuição nas empresas e sua importância.

Se gostou, nos ajude compartilhando esse artigo em suas redes sociais e com seus amigos empresários.

Caso tenha interesse em conversar sobre a sua empresa, saber mais sobre Valuation e o momento atual que você está passando, estamos disponíveis para marcar uma reunião online, totalmente sem compromisso, basta você querer!

Clique no botão abaixo e marcamos essa conversa!

Nós, do Portal do Valuation, prezamos o bom desenvolvimento das empresas e suas realizações.

 

portal-valuation-contato

 

Laércio Pacanari

Laércio Pacanari

Administrador de Empresas, atua como especialista de Valuation para empresas de médio porte desde 2008. Realizou avaliação de empresas dos mais diversos setores como: Transporte e Logística, Energia, Tecnologia, Saúde, Seguros, Indústrias de transformação, entre outros.  Experiência em Avaliação de Mercados e Empresas para  Investimentos em Venture Capital e Private Equity. Escritor do livro digital: Valuation – Guia Completo para Cálculo.

Compartilhar:

Facebook
LinkedIn
Twitter
Pinterest

Baixe seu Ebook Gratuito

Valuation – Guia Completo para Cálculo

ebook-portal-valuation
× Como posso te ajudar?